É possível enfrentar o câncer de mama. Cuidados antes e após o aparecimento da doença é fundamental

Câncer de mama ou qualquer forma de câncer, quando descoberto, tira o chão de qualquer um. A simples menção da palavra câncer já faz com que repensemos a nossa vida, pois sabemos que ela irá mudar. E você sabe, que isso será uma realidade, quer seja quando o câncer nos acomete ou qualquer membro de nossa família ou mesmo a um amigo. E para a mulher, a situação é ainda pior, uma vez que o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres e no Brasil, correspondendo a cerca de 60 mil novos casos a cada ano. Entretanto, diagnóstico precoce e autoexame são importantes.

Conhecimento sobre câncer de mama ajuda na prevenção e diagnóstico precoce

O câncer de mama, assim como outras doenças devem ter a sua preocupação voltadas a estes problemas não somente em campanhas como a do ‘Outubro Rosa’ que entra este mês, mas sim, debatidos ou conversados frequentemente, pois favorece o diagnóstico precoce. Quanto mais conhecimentos se tem das doenças, mais se tem noção do que fazer. Em recente pesquisa, a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (Sboc) reforça a tese de que, apesar de temer o câncer, o brasileiro ainda tem conhecimentos muito falhos sobre a doença e isso, segundo o estudo, interfere no comportamento do brasileiro que é pouco saudável na prevenção do câncer. “A falta de informação sobre variações importantes de câncer se reflete também em desconhecimento de sintomas importantes da doença que possibilitariam seu diagnóstico precoce”, foi o que constatou esta pesquisa. “Outro empecilho ao diagnóstico precoce é a baixa procura por exames preventivos”, completou. Outro estudo realizado pelo Instituto Avon em 2017, mostrou que apenas 42% das mulheres conseguiriam reconhecer os sinais do câncer de mama e que um quarto das mulheres acreditam que nódulos mamários são identificados apenas por equipamentos médicos e 60% das entrevistadas revelou ter vergonha de procurar ajuda médica caso notasse algum sinal irregular nas mamas. Desta maneira é importante que as mulheres conheçam a doença e estejam atentas em relação à saúde das mamas. Isso significa saber o que é ou não é normal em seu corpo e quais as alterações consideradas suspeitas de câncer de mama, é fundamental para a detecção precoce dessa doença.

REFLITA “O câncer de mama não acomete apenas o paciente, mas todos os que estão à sua volta. Por isso, o apoio de familiares e amigos é importante para que o paciente se sinta amado e não deprimido por ter de enfrentar este problema”.


Mas, o que é o câncer de mama?

Segundo o Ministério da Saúde, o câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma e correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29% e atinge perto de 60 mil mulheres a cada ano. A entidade explica que há vários tipos de câncer de mama. Por isso, pode evoluir de diferentes formas. Alguns tipos de câncer de mama têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente. Esses comportamentos irregulares, como explica o MS, se devem a característica próprias de cada tumor. Apesar de ser um tipo de câncer, mais observado nas mulheres, o câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. E para esclarecer ainda mais e conscientizar as pessoas, o Ministério da Saúde, desenvolveu uma cartilha de esclarecimento:


Quais sintomas do câncer de mama?

O sintoma mais comum de câncer de mama é o aparecimento de nódulo, geralmente indolor, duro e irregular, mas há tumores que são de consistência branda, globosos e bem definidos. Outros sinais de câncer de mama são:

  • Retração cutânea
  • Dor e Inversão do mamilo
  • Hiperemia
  • Descamação ou ulceração do mamilo
  • Secreção papilar, especialmente quando é unilateral e espontânea.
  • Fonte - Ministério da Saúde

ATENÇÃO A secreção associada ao câncer geralmente é transparente, podendo ser rosada ou avermelhada devido à presença de glóbulos vermelhos. Podem também surgir linfonodos palpáveis na axila.

LEMBRE-SE: O autoexame é uma maneira importante de a mulher conhecer o próprio corpo e perceber possíveis alterações, mas, muitas vezes, o tumor não consegue ser percebido apenas pelo toque e por isso, não substitui a realização de exames como a mamografia. Daí a importância de um acompanhamento regular com um profissional de saúde.


Como prevenir o câncer de mama?

Muitas pessoas perguntam se há como prevenir o câncer de mama. Segundo a Fundação do Câncer, é possível sim, e o desenvolvimento de até 13 tipos tumores está relacionado a comportamento e reforça que, com a adoção de medidas simples no dia a dia, é possível reduzir a incidência do câncer de mama. De modo geral, a prevenção baseia-se no controle dos fatores de risco e no estímulo aos fatores protetores, especificamente aqueles considerados modificáveis. O próprio Ministério da Saúde argumenta que os principais fatores de risco relacionados ao desenvolvimento do câncer de mama são: excesso de peso corporal, falta de atividade física e consumo de bebidas alcoólicas. Além de alimentação incorreta, pois, entende que através da alimentação saudável, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver câncer de mama. Controlar o peso corporal e evitar a obesidade, por meio da alimentação saudável e da prática regular de exercícios físicos, e evitar o consumo de bebidas alcoólicas são recomendações básicas para prevenir o câncer de mama. A amamentação também é considerada um fator protetor.


REALIDADE “Estima-se que de 28 a 30% de casos novos de câncer de mama poderiam ser prevenidos com uma mudança no estilo de vida. É fundamental manter uma boa dieta e a prática de atividade física”.


Enfrentar o câncer de mama juntos e sem medo

Seja na busca do diagnóstico precoce, durante ou após o tratamento, a união entre familiares e equipe técnica de apoio e amparo ao paciente dá força para enfrentar as dificuldades da doença. Sabemos que é um momento de muita dor e de uma mudança brusca na vida de todos e a família pode não estar preparada para assumir o cuidado, necessitando, de profissionais capacitados, pois, além do apoio também necessita de informações sobre a doença e o tratamento. Por isso é necessário criar uma ‘rede de apoio’ entre familiares, amigos e as equipes de profissionais que estarão interligados, oferecendo melhoria da qualidade de vida das famílias, promovendo, fortalecendo e mantendo o bem-estar do paciente, no domicílio desde a administração de medicação, cuidado de feridas e curativos, obtenção de medicamentos, agendamento de consultas ou coordenação de cuidado; conforto, entre outros. O suporte a estes familiares no período de enfrentamento da doença garante segurança e maior conforto ao paciente. A Ycare possui uma equipe multiprofissional formada por médicos, enfermagem, fisioterapeutas, entre outros, treinada para atender este tipo de acompanhamento à disposição 24 horas por dia, todos os dias da semana, suprindo inclusive, finais de semana e período noturno. A Ycare Home Care tem como diferencial profissionais, Cuidando de seres humanos. Desta maneira é possível ter acima de tudo, a humanização.

Quer saber mais sobre os nossos serviços

Entre em contato conosco!

Saúde com o conforto do seu lar

Jundiaí - SP – Av. Pedro Blanco da Silva, 729 - Jd. Santa Adelaide - 11 4523.0198 / 4523.0199

Americana - SP – Rua Peru, 636 – Sala 101 – 1º andar - Santo Antônio - 19 3648.6406

email: contato@ycarehomecare.com.br